Empresário aposta em choparia para resgatar trecho ‘morto’ da orla da Pajuçara

Quando a barraca de praia Lopana, na Ponta Verde, abriu suas portas em 2004 com ambientação e cardápio caprichados, ela conseguiu reacender o interesse por esses pontos de localização privilegiada na orla que andavam relegados a segundo plano na cidade – revalorizando o entorno e atraindo o interesse de novos empreendimentos, como o Kanoa. Agora, […]

Empresário aposta em choparia para resgatar trecho ‘morto’ da orla da Pajuçara

Quando a barraca de praia Lopana, na Ponta Verde, abriu suas portas em 2004 com ambientação e cardápio caprichados, ela conseguiu reacender o interesse por esses pontos de localização privilegiada na orla que andavam relegados a segundo plano na cidade – revalorizando o entorno e atraindo o interesse de novos empreendimentos, como o Kanoa.

Agora, um nova choparia prevista para inaugurar em setembro deste ano pode fazer renascer outro trecho que andava esquecido na orla da Pajuçara.

Com o nome de Pier 39 (inspirado no centro turístico de São Francisco, nos Estados Unidos, que leva o mesmo nome), o paranaense Marcelo Martins está erguendo uma choparia em frente ao hotel Brisa Mar, onde nos anos 80 funcionou a barraca Solara. O empresário, que mora em Maceió há cinco anos, diz que a decisão de apostar em uma área “adormecida” não é por acaso. “Minha esposa me advertiu que, apesar dos hotéis na região, o ponto não era bem frequentado”, diz. “Mas isso só acontece exatamente porque nenhum estabelecimento fez um trabalho diferenciado para levantar a região”.

De acordo com Martins, a barraca vai funcionar como uma choparia de qualidade. Ele disse que já fechou parceria com a cervejaria alagoana Cevada Pura, inaugurada em junho deste ano em Maceió, para ser a marca de chope oficial da casa. Com obras em andamento, o bar terá espaço para 70 mesas, sendo 12 delas em uma área fechada. O cardápio da casa, focado em petiscos e pratos de frutos-do-mar, será assinado pelo chef alagoano Thiago Falcão, responsável pela reformulação da cozinha da barraca Kanoa.

“Em Alagoas, poucos bares na orla exploram a cultura do chope de qualidade que é a melhor combinação com o clima no Estado”, diz o empresário. “Nossa aposta é resgatarmos essa tradição em parceria com uma marca local e de qualidade da bebida”.  

Publicidade

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Publicidade