Família acredita que corpo encontrado é de corretor de imóveis

Gerson Gomes Vieira desapareceu no último dia 16; filho afirma que cadáver encontrado é semelhante ao pai

Família acredita que corpo encontrado é de corretor de imóveis

A família do corretor de imóveis Gerson Gomes Vieira, de 50 anos, desaparecido desde o último dia 16 de junho, acredita que o corpo encontrado em um canavial às margens da rodovia AL-220, no último dia 23, seja dele. 

De acordo com as últimas informações, ao saber do achado de cadáver, um dos filhos do corretor teria procurado mais informações sobre o corpo. Na ocasião, ele falou também que as fotos postadas em um site de notícias levam a crer que o corpo seja do pai.

Na tentativa de confirmar a suspeita, o filho de Gerson afirmou que iria para o Instituto Médico Legal (IML) de Maceió, para fazer o reconhecimento do corpo. O corretor fez contato pela última vez com os filhos durante uma visita à residência onde os mesmos vivem com a mãe.

Após o episódio, a família ainda tentou contatar o corretor, porém, o celular dele esteve sempre desligado. O veículo de Gerson, um Ford Fusion, foi encontrado no dia 25, estacionado na rua Durval Guimarães, no bairro da Ponta Verde, em Maceió.

Após o desaparecimento, a família registrou um Boletim de Ocorrência (BO) no 4° Distrito Policial (4º DP). Ainda não há informações sobre a confirmação. 

O caso

No dia último dia 16, ele saiu de casa com o carro para trabalhar e não deu mais notícias à família. Segundo informações do filho, Murilo Souto Vieira, o pai – que mora na Avenida Rotary, no Farol, – foi almoçar em sua casa, no bairro do Feitosa, de onde saiu e não voltou mais. 

“Quando acabei de almoçar, ele ficou na minha casa e disse que iria trabalhar depois. Com o passar dos dias, sentimos sua falta e começamos a ligar, mas o celular só dava desligado. Ele pode ter ido se encontrar com algum cliente”, relatou.

Publicidade

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Publicidade

Cinemas