Hacker trava iPhones a distância e pede US$ 50 de resgate

Um ataque hacker que se espalha na Austrália mira donos de iPhone. Usuários da Apple naquele país alegam terem recebido e-mail da empresa informando que seu dispositivo – que não foi roubado – havia sido encontrado por meio da função “Find My iPhone” (Encontre meu iPhone). Ao tentar utilizar o celular, no entanto, se deparavam […]

Hacker trava iPhones a distância e pede US$ 50 de resgate

Um ataque hacker que se espalha na Austrália mira donos de iPhone. Usuários da Apple naquele país alegam terem recebido e-mail da empresa informando que seu dispositivo – que não foi roubado – havia sido encontrado por meio da função “Find My iPhone” (Encontre meu iPhone). Ao tentar utilizar o celular, no entanto, se deparavam com a mensagem “Dispositivo hackeado por Oleg Pliss”, que cobrava entre US$ 50 e US$ 100 para o resgate do aparelho.

Os usuários deveriam depositar o dinheiro em uma conta no PayPal, que, segundo um porta voz da plataforma de pagamento online, não está relacionada ao nome Oleg Pliss, descrito na mensagem. O site australiano The Age diz que o nome é falso e, coincidentemente, é o mesmo de um engenheiro que trabalha na Oracle.

Ainda não está claro como os criminosos conseguiram realizar o golpe. Para o especialista em segurança de TI Troy Hunt, as senhas dos clientes da Apple podem ter sido obtidas a partir de um vazamento de informações de algum serviço online com acesso aos dados cadastrados. O ataque não afeta os usuários que bloqueiam seus iPhones com senhas.

Não há indícios de que o ataque tenha ocorrido no Brasil, mas ficam aqui algumas recomendações de segurança para impedir que isso ocorra:

1) Utilizar senhas diferentes. Se houver vazamento de informações em um site, suas contas em outras páginas estarão igualmente comprometidas.

2) Deixar o smartphone sempre travado e com senha.

3) Utilizar a autenticação em dois passos. O procedimento impede que Apple IDs sejam usadas sem autorização em novos dispositivos e evita mudanças nas informações da conta.

Publicidade

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Publicidade