Morgan Freeman pede retratação após denúncias e mulheres contratam advogada do caso Weinstein

O documento ainda questiona a confiança das fontes anônimas que acusam Freeman de assédio.

Hugo Gloss

Morgan Freeman pede retratação após denúncias e mulheres contratam advogada do caso Weinstein

Nesta terça-feira, 29, mais um capítulo do escândalo envolvendo o ator Morgan Freeman foi escrito. Após reportagem da rede CNN, em que 16 mulheres afirmaram terem sido assediadas pelo veterano de Hollywood, os advogados de defesa pediram uma retratação do canal. Em um documento de dez página, divulgado pela “Hollywood Reporter”, a equipe de Freeman escreve ao presidente da emissora de televisão, Jeff Zucker, e exige um pedido de desculpas.

No mínimo, a CNN precisa imediatamente emitir uma retratação e se desculpar ao sr. Freeman pelos mesmos canais, com o mesmo nível de atenção, que usou para atacá-lo injustamente em 24 de maio”, diz a carta. A defesa do ator diz ter investigado as acusações contra o cliente em relação às vítimas que tiveram os nomes citados na produção da CNN e ter concluído que as denúncias não se sustentavam.

O documento ainda questiona a confiança das fontes anônimas que acusam Freeman de assédio. A jornalista Chloe Melas, responsável pela reportagem com An Phung, é uma das pessoas que teriam sofrido com abusos de Morgan. Ela afirma que ele a assediou mais de um ano atrás, quando ela o entrevistou durante a divulgação do filme “Despedida em grande estilo” (2017).

Após o documento dos advogados do ator, a imprensa norte-americana noticiou que o grupo de possíveis vítimas contratou um nome experiente em casos como esse. A advogada Gloria Allred, responsável pelos processos movidos pelas vítimas do produtor Harvey Weinstein e do ator Bill Cosby, segundo o RadarOnline, é quem defenderá as mulheres e acusará Morgan. Desde o final de 2017, a advogada tem sido umas das vozes mais ativas do movimento #MeToo, que luta contra a cultura de estupro e por igualdade de direitos entre gêneros em Hollywood.

Publicidade

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Publicidade

Cinemas