“Posto de chope”: cervejaria cria estação em Maceió para vender bebida a litro em garrafa reutilizável

A ideia é simples: permitir que os apreciadores do chope (cerveja fresca não pasteurizada) possam abastecerem-se da bebida em uma estação enchendo recipientes de plástico ou vidro de até dois litros reutilizáveis chamados de growler – com tampa de rosca ou pressão por presilha que evita a perda de gás carbônico e preserva o frescor e o colarinho da bebida por até quatro dias.

Agenda A / Agenda A

“Posto de chope”: cervejaria cria estação em Maceió para vender bebida a litro em garrafa reutilizável

Nesta terça (5), a Deodora, pioneira em Alagoas na fabricação de cerveja artesanal (ex-Cevada Pura), abre no Villa Maceió, na Jatiúca, sua primeira Growler Station, estação com máquina de oito bicos de estilos diferentes de chope (4 fixos e 4 sazonais) desenvolvida especialmente para encher os growlers – o bico retira o oxigênio enquanto abastece a garrafa para ajudar a preservar a bebida.    De acordo com a cervejaria, o preço do litro vai variar entre R$ 14 (chope Pilsen) e R$ 18 (chope IPA) e os growlers poderão ser adquiridos na própria Villa Maceió, na Sport´s Beer, por preços que variam entre R$ 2 (garrafa de plástico de 1 litro) a R$ 45 (growler de vidro). “Nossa estação segue uma tendência mundial de vender chope de uma maneira sustentável e com um preço justo para que o cliente possa levar a bebida de forma prática para casa, para uma festa na casa do amigo, para passear de barco, enfim, para apreciar a bebida onde quiser”, diz Lara Nonô, coordenadora de marketing da Deodora.

Publicidade

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Publicidade

Vídeos