Processo inovador torna a perfumaria da Natura ainda mais sustentável

Protagonista no desenvolvimento da história da perfumaria nacional, a Natura traz os primeiros frascos com vidro reciclado pós-consumo do mercado brasileiro

Processo inovador torna a perfumaria da Natura ainda mais sustentável

 Líder no setor de cosméticos, a Natura é uma das precursoras na indústria da perfumaria nacional. Com práticas sustentáveis, a empresa contribui, ao longo dos dois anos, para o desenvolvimento da categoria do país. Em um novo passo, a Natura acaba de lançar as primeiras embalagens para a perfumaria feitas com vidro reciclado pós-consumo. A empresa é pioneira no Brasil ao usar o material em uma das formas mais nobres do vidro: o frasco de uma fragrância. 

Os primeiros frascos contêm em média 20% de sua massa constituída por vidro reciclado pós-consumo. Natura Humor, Kaiak clássico, Essencial masculino clássico e Natura Ekos Frescor foram as primeiras marcas escolhidas para serem comercializados com as embalagens mais sustentáveis. A expectativa é que ao longo dos próximos anos o material vá sendo introduzido em outras submarcas.

 Os benefícios ambientais dessa substituição são expressivos. A incorporação de vidro reciclado nas embalagens dos perfumes reduz a emissão de CO2 em 357 tCO2/ano, o equivalente à situação hipotética de um carro de passeio à gasolina das 65 voltas na terra (deslocamento por volta de 2,6 milhões de KM). Além disso, na primeira etapa desta iniciativa foram utilizadas aproximadamente 472 toneladas de vidro reciclado, o que evita o descarte de material equivalente a 1,368 milhão de garrafas de 600 ml (com peso de 0,345 kg cada). 

“Ousamos fazer diferente. Lançamos o primeiro refil de cosmética em 1983. Em 2007, demos início a substituição do álcool usado nos produtos pelo álcool orgânico. Atualmente, 100% das fragrâncias usam esta matéria-prima. Em 2009, começamos a usar o plástico verde, feito a partir de cana de açúcar e, em 2014, lançamos o primeiro refil de perfumaria com embalagem pet 100% reciclado”, afirma Alessandro Mendes, diretor de desenvolvimento de produto da Natura. 

Denise Coutinho, diretora de perfumaria, explica que “colocamos em prática pensamentos sustentáveis que buscam gerar impactos sociais, ambientais e econômicos positivos, entregando valor para toda a nossa rede de relações. Aliar de forma prática nossa visão de sustentabilidade ao negócio é um desafio que nos motiva diariamente”. 

O uso de material reciclado pós-consumo nas embalagens é uma das metas da nova visão de sustentabilidade da Natura. Até 2020, um dos desafios é utilizar, no mínimo, 10% de material reciclado pós-consumo na massa total das embalagens Natura Brasil. Apenas com a introdução do vidro reciclado pós-consumo nos frascos das suas principais linhas de perfume, nesse primeiro momento, o número atingido pela empresa mais que dobra passando de 1,2% para 2,6%. 

A companhia deu início às pesquisas para o uso do vidro reciclado nos frascos da perfumaria em 2006. Após diversos estudos e análises, conseguiu chegar a uma solução que fosse efetiva e preservasse o acabamento final de alta qualidade das embalagens, item de relevada importância para a categoria uma vez que interfere diretamente na decisão de compra.

 Outra contribuição sustentável da Natura para a perfumaria nacional é a utilização de óleos da biodiversidade brasileira na composição de sus fragrâncias, cheiros que só o Brasil tem. A companhia também é a única na América Latina a contar com uma perfumista exclusiva in house. 

“Hoje temos 18 óleos essenciais da biodiversidade brasileira, como Priprioca e Breu Branco, o que garante um coração olfativo que assina todas as nossas fragrâncias e as tornam únicas no mercado”, destaca Verônica Kato, perfumista da Natura. 

 

Sobre a Natura

 Fundada em 1969, a Natura é a maior multinacional brasileira de cosmético e produtos de higiene e beleza. Líder no setor de vendas direta no Brasil, registrou R$ 7 bilhões de receita líquida em 2013, possui 30 linhas de produtos, sete mil colaboradores, 1,7 milhões de consultoras e operações na Argentina, Chile, México, Peru, Colômbia e França. Maior empresa B Corpo do mundo, foi a primeira companhia de capital aberto a receber a certificação, em dezembro de 2014, o que reforça sua atuação transparente e sustentável nos aspectos social ambiental e econômico. A estrutura da companhia é composta por fábricas em Cajamar (SP) e Benevides (PA), oito centros de distribuição no Brasil, além de centros de Pesquisa e Tecnologia em São Paulo (SP), Manaus (AM) e Nova Iorque (EUA). Atualmente, detém 65% da fabricante australiana de cosméticos Aesop, que atua em países da Oceania, Ásia, Europa e América do Norte. Produtos da marca Natura podem ser adquiridos pela Revista Natura ou pela Rede Natura www.redenatura.com.br.

Publicidade

HVT Card

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Publicidade