Teatro Deodoro recebe o show O tom é dele… o encanto é delas com intérpretes alagoanas nesta quinta (28)

Cantoras, que homenageiam as mulheres e o compositor Mácleim, sobem ao palco a partir das 20h

Teatro Deodoro recebe o show O tom é dele… o encanto é delas com intérpretes alagoanas nesta quinta (28)

Após várias apresentações no Café da Linda desde o início do ano, o projeto Aqui Alagoas chega ao ponto alto da programação da sua segunda edição com o show O tom é deles… o encanto é delas, nesta quinta-feira (28/03), a partir das 20h, no Teatro Deodoro, Centro de Maceió.

Na apresentação, as cantoras Wilma Miranda, Leureny Barbosa, Irina Costa, Lara Melo, Lousanne Azevedo, Fernanda Guimarães, Ana Galganni e Elaine Kundera vão interpretar canções do compositor alagoano Mácleim, fazendo uma homenagem a ele por sua grande contribuição com nossa música e também reverenciando as mulheres no mês em que se comemora o Dia Internacional da Mulher.

A vida e obra do músico Mácleim serão apresentados no espetáculo pelas cantoras. A banda é composta por Willbert FialhoFelix Baigon, Jiuliano Gomes, Allysson Paz, Roberi Rei e Everaldo Borges. O show é realizado com o apoio da Diretoria de Teatros do Estado de Alagoas, Diteal.

“Me sinto duplamente honrado e lisonjeado em receber esta homenagem no mês que reverencia o universo feminino, pelo qual tenho grande respeito e admiração, em um projeto que envolve músicos fantásticos e cantoras maravilhosas, é muito importante para mim. Fiquei surpreso com o convite, estarei na plateia quietinho, vou chorar, rir, me emocionar, contou Mácleim.

Criado e produzido por Weldja Miranda, o projeto Aqui Alagoas teve início no ano passado neste mesmo formato com cantoras alagoanas representando o protagonismo feminino na arte e homenageando as mulheres por toda luta e pela força e ainda reverenciando um compositor alagoano, que foi o Ibys Maceioh. Várias e belas vozes se encontraram em uma noite emocionante.

O show faz uma homenagem às mulheres e ao músico Mácleim. Foto Adalberto Farias.

Sobre Mácleim:

Nascido em Maceió, Mácleim é compositor, cantor, arranjador, produtor musical, poeta e crítico de música. Ele participou de festivais universitários na década de 80, depois seguiu para o Rio de Janeiro, onde estudou no Conservatório Vila Lobos, se apresentou e trabalhou em estúdios como Master, Drum e Verde.

Trabalhou com grandes nomes da música brasileira, a exemplo de Djavan, Elba Ramalho, Milton Nascimento e Antônio Adolfo. Em turnês pela Europa, participou de festivais como Schelde Jazz Festival, Festival de Utrech, Festival BD, Montreux Meets Brienz Jazz Festival e no Montreux Jazz Festival.

Ganhou prêmios como o primeiro lugar, na categoria melhor arranjo, do I Festival SESC de Música Alagoana, com a música Nigromantes. Teve a canção Retalho Azul selecionada para compor o CD do Montreux Jazz Festival com lançamento mundial.

Autor de quatro álbuns, Panambivera, Internet Coco, Ao Vivo e Aos Outros e Esses Poetas, Mácleim é produtor dos programas Balada Instrumental e Música de Todos os Tempos, da Rádio Educativa de Alagoas, além de programador no horário da tarde.

Ele faz crítica musical semanalmente para o jornal Gazeta de Alagoas com foco maior nos lançamentos de discos alagoanos, porém também escreve sobre gravações nacionais e internacionais. Mácleim integra a equipe de críticos sobre o projeto Teatro Deodoro é o Maior Barato, realizado pela Diteal.

Atualmente, ele trabalha na pré-produção do quinto disco Há Cordas Aqui, cujo conceito tem a ver com o título de duplo sentido. O álbum terá só instrumentos de cordas a partir das cordas vocais. A previsão é começar a gravação no segundo semestre deste ano e lançar no fim de 2019.

“É importante não só para os artistas, mas para todo mundo, deixar um rastro, uma coisa boa, produtiva, acredito que essa homenagem é por tudo que eu fiz e caminhos que percorri e continuo percorrendo com a música”, concluiu o eterno amante dessa arte, Mácleim.

Publicidade

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Publicidade